Austrália: ARENA e Rio Tinto vão estudar a integração de hidrogênio em refinarias de alumina

A Rio Tinto se associou à Agência Australiana de Energia Renovável (ARENA) para conduzir um estudo em refinarias de alumina, de viabilidade da substituição do gás natural por hidrogênio, apoiando as metas de descarbonização desse setor . O estudo será financiado por ambas as instituições, sendo $A 1,2 milhão e $A 580 mil, da Rio Tinto e ARENA, respectivamente. O hidrogênio será utilizado no processo de calcinação na Refinaria de alumina Yarwun em Gladstone, Austrália. O estudo também incluirá o uso de hidrogênio no Centro de Desenvolvimento Técnico de Bundoora da Rio Tinto, em Melbourne. Dois pacotes distintos comporão o trabalho: i) estudo preliminar de engenharia e design para atender os requisitos de construção e operacionais de um projeto de demonstração na refinaria de Yarwun; e ii) simulação do processo de calcinação usando um reator em escala de laboratório no Centro de Desenvolvimento Técnico de Bundoora. Após a conclusão, o estudo ajudará a informar a viabilidade de um projeto de demonstração com a Rio Tinto tendo apresentado patentes para o processo de calcinação de hidrogênio. (ARENA – 16.06.2021)